IN MEMORIAN

A.J. Greimas, conforme sabemos, não apreciava os discursos de circunstância. As circunstâncias e as instituições, que são seu bom ou mau gênio, se vingaram dele, mantendo este "estrangeiro" e o seu discurso estranho escrupulosamente à distância, numa espécie de "não-lugar" ao mesmo tempo prestigioso e periférico.

O que ele nos ensinou nesse esplêndido isolamento? - Um método, seguramente, mas também e antes de tudo este gesto: "erguer o olhar". Analisar o texto ou - o que dá no mesmo - organizar sua vida como um todo a partir do fim e em função de uma hierarquia que ordene as prioridades e os níveis. Aprendizagem prática da geratividade!

O que mais? - O sentido como busca, e o "non-sens" como quase certeza. Slogans engraçados para uma "escola", escola engraçada essa! Greimas a chamava o clube dos iguais. Única exigência para entrada, um pouco de ideias; mas o mestre era indulgente - uma forma entre outras de generosidade.

E ainda? - A generalidade como modo para ir mais além. A generalidade que transcende e unifica e, desta forma, permite como retorno as atenções particulares. Por exemplo no que toca ao sensível. E ao imperfeito. E as estranhas correspondências que são tecidas entre as coisas - o "poético" no coração de todo o fazer. A generalidade que, ao relativizar sem reduzir, reserva lugar ao inesperado.

Em síntese, uma teoria e um procedimento operatórios, e mesmo um pouco mais que isto: uma ética e uma estética da pesquisa, um olhar e uma atitude: a "semiótica" - uma disciplina talvez, de qualquer forma um estilo de vida.

Eric Landowski, 1994.

Tradução do francês por Lineide do Lago Salvador Mosca.

Texto publicado originalmente na obra Testemunhos - Algirdas Julien Greimas, Organizado por Ana Claudia de Oliveira. São Paulo: PUC-SP/USP, 1994. 

Fotografia por Manar Hammad 

Algirdas Julien Greimas

Semioticista. Semanticista. Lexicólogo. Filologista.

Mitólogo. Folclorista.

 Apoio                                                                                       Patrocínio                                                                                 Realização
  • Facebook - Black Circle

Siga-nos no Facebook

Desenvolvido por Ana Claudia de Oliveira e Mariana Braga.

Todos os direitos reservados.